segunda-feira, 27 de julho de 2009

Oh

É certo. É o assunto do momento, principalmente no local de trabalho da minha mãe. E claro ela depois massacra-me . A Suspiro está tão magrinha. Que magrinha que ela está. Estou magra é certo, tão certo como o facto de sempre ter sido. Obviamente, o duro golpe que sofri também se faz notar no corpo. Mas não, a suspiro não está com uma anorexia nem com um distúrbio alimentar. Apenas, confesso, perdi o apetite. A juntar a isso, com o desgosto também deixei de tomar aqueles comprimidinhos mensais femininos, os quais têm como função principal a prevenção de gravidezes indesejadas, mas que serviam essencialmente para manter o peso três quilos acima da média. Agora se como menos e pus de lado a dita pílula, é natural (digo eu) estar mais magrita. Como também é natural que as pessoas perguntem e se preocupem (fica aqui o meu sincero obrigado), só que tudo tem limites. E como não estou para ouvir todos os dias as mesmas coisas rendo-me. Para que todos saibam, comecei há dias a tomar Viternum, aquelas bombas, quer dizer comprimidos, que além de me porem faminta, também dão um sono daqueles. A minha mãe e o O. animadores que são, dizem que já se nota na minha cara, que já estou com um look mais saudável. Não acho que tenham razão, mas.. Não quero implicar. Se daqui a umas semanas me virem rabugenta, esfomeada e a rebolar around, não se queixem. A culpa não é minha.

8 comentários:

Xuxy disse...

Brigada pelo comentário! (já agora, o cruzar dos dedos resultou =o))!
Houve uma altura que também andavam sempre atrás de mim com essa conversa!

Bjs*

Suspiro do Norte disse...

Lol..

ainda bem que resultou, fico a torcer pa que corra td bem..

beijinhos

Qel disse...

querida, dás-me o teu e-mail para eu adicionar ao meu blog? Vou bloqueá-lo e assim continuavas a ter acesso a ele..
Não sei se no teu caso também foi assim, se encaixará tão bem na letra quanto o meu mas, de qualquer maneira, enviaram-me uma letra significativa num destes dias e ao ler-te lembrei-me dela. Deixo aqui um excerto:
«(...) não tem remédio, não tem explicação, não tem volta
Os amigos não aceitam, o irmão se revolta
A família não acredita no que aconteceu
Ninguém consegue entender porque o garoto morreu
Tiraram da gente um jovem tão inocente
E a sua avó que era crente hoje tem raiva de Deus
O seu pai ficou mais velho, mais sério e mais triste
E a mãe simplesmente não resiste
Além do filho, perdeu o seu amor pela vida
E a nora agora tem tendências suicidas
E a namoradinha com quem sonhava se casar
Todo mundo toda hora tem vontade de chorar (...)»
. Um beijinho *

Suspiro do Norte disse...

Adorei minha querida..

beijinho

Planeta Sisse disse...

Ai ai ela é toda boa, toda boa, toda boa"

Essas gordas tem e inveja do teu corpo danone mor.

Suspiro do Norte disse...

Sisse

" Auto-estima gordinha
Tá toda fofinha!
Auto-estima magrinha
Tá toda fortinha!"

lolol

Já te disse que te adoro?

beijinho

Maria disse...

Também a mim me estão sempre a dizer isso.. S eu me sinto bem, já chega de dizerem isso.

bjnho.

Suspiro do Norte disse...

Exactamente querida.. mas é dificil entenderem..

beijinho