segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Das saudades de ti





































Coração prestes a explodir. Deitei-me assim. Acordei pior. Todos os dias dói, mas por vezes, sem que consiga explicar porquê, sou arrebatada por um tsunami de saudades, capaz de destruir cada bocadinho de mim. Vestida de cinza, sentada no fundo da cafetaria, a d.Esmeralda ainda sem sonhar o laço eterno que nos une, contou-Te grande. Gigante. Tentei, em vão, não me deixar vencer pela emoção. O alerta emocional disparou assim que falou no rapaz que outrora lhe tratava do sistema informático. Bastou uma frase para saber que era a Ti que se referia. Quis sorrir, demonstrar o imenso orgulho que Te tenho, a alegria de  ser Tua irmã. Não consegui. Passaram mais de três anos. O ontem que me acompanha, parece-me eterno. Trago-te na minha alma.. no meu coração. Gosto tanto de ti, tenho tantas saudades tuas.Tantas.

9 comentários:

...Ju... disse...

imagino...
abraço apertadinho*

mari disse...

:(
hug**

Mia disse...

Leio-te há imenso tempo... Sempre me emocionaram as histórias do teu mano. O vosso amor é lindo, arrebatador, intemporal. Acho que há coisas inexplicáveis.. Um dia vamos perceber tudo. Beijinho,*

ombemua disse...

Um abraço bem quentinho!
:o(

Baci*

João Fragata disse...

Ele está sempre a olhar para ti...só tens que olhar para o sítio certo e também o vês =)

E quem sabe um dia vemo-nos todos... =)

Beijinhos

disse...

Oh minha querida...como eu te entendo, pois também eu perdi alguém que hei-de amar eternamente. Fica uma saudade avassaladora...Um grande abraço virtual para ti.

S* disse...

Uma dor que nunca passa... força!

Shiine * disse...

Abraço apertado, a dor nunca passa. Nunca perdi um irmão, mas já perdi três amigos, e dói muito também.

Duchess disse...

:(

Um beijo.