segunda-feira, 27 de junho de 2011

A culpa não será minha

Para alguém que diariamente apenas aplicava creme na cara, nos cotovelos e pés, é uma verdadeira vitória passadas dezoito semanas continuar na maratona diária, sem nenhum cartão vermelho. Creme no corpo todo de manhã, à noite, e quando a azáfama diária permite, ao fim da tarde também. Pergunto-me como ainda não enjoei o cheiro. Verdade seja dita, por vezes faço-o já com o piloto automático ligado. Só assim explico a ausência de falhas. Se alguma estria me visitar, a minha consciência estará tranquila. A culpa não é minha.

3 comentários:

Nokas disse...

É assim mesmo :)

Vanita disse...

Estou na mesma luta que tu nesta coisa dos cremes :)

ombemua disse...

Eu infelizmente mesmo com cremes e creminhos nao me vi livre dessas inimigas manhosas!
Espero que contigo corra tudo bem e que elas nao te visitem...
Baci*