quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Se é que já não ganhei

É impressionante como o tempo voa, parece que a F. nasceu há uns dias e ontem já fez um aninho. E era ver-me, qual madrinha babada, na festinha que lhe preparamos. Gosto tanto dela que só me apetece traze-la para casa. Mas a partilha deste pensamento normalmente descamba para uma conversa que já me irrita, Tá na altura de fazeres um, então e tu quando pensas ser mãe, já estás na idade... e esse teca-teca capaz de tirar a paciência a um Santo. Claro que entendo a pressão natural, tal como o facto de as pessoas não o dizerem por mal, mas experimentem ouvir a mesma conversa todos os dias. Todos os dias, em quase cinco anos. Não há um em que uma alma não me pergunte por filhos. Mas ainda ninguém parou para pensar que eu posso não me sentir preparada? Ou que pura e simplesmente posso não querer? Ou que se calhar quero, mas ainda não calhou? Ou que 1001 coisas? Arre..Fico enervada só de pensar e já avisei, não tarda nada ainda ganho cisma. É que não há paciência.

3 comentários:

Maçã e Canela disse...

Podes Crer,

A mim é: Nunca mais desencalhas, quando é que te casas!

Hellooo tenho 23 anos!

Pipoca disse...

Olá!

Apesar de ler o teu blog há algum tempo, é a 1ª vez que comento!!!
Escrevi sobre este "tema" aqui:
http://oblogdapipoca.blogs.sapo.pt/16684.html

Ou seja, percebo perfeitamente a tua falta de paciência para estas questões!
Que pressão, meu Deus!!!

Beijinhos

Filipa

Mr. Me disse...

LOL! É natural que as pessoas pensem nisso dessa forma. Afinal, a culpa, a existir, é da sociedade que planeou as vidinhas bem e as outras. Para teres uma vidinha bem, tens de seguir determinados passos, como se esses fossem universalmente bem dados.
Cada um com a sua, como costumo dizer! :)

E para ti, que tens andado desaparecida,

Um beijão! :)