sábado, 16 de junho de 2012

Sem perdão

A minha mãe diz-me muitas vezes que se eu tivesse que arranjar agora namorado que nem conseguiria dormir, e que o meu pai enlouqueceria de preocupação. Eu costumo responder com um sorriso, mas no fundo e mediante as notícias vindas a público, compreendo o que querem dizer. Aos 18 anos tive um problema com um ex-namorado, mais velho, que acabou comigo nas urgências, na PSP, no MP. Enfim. Um pesadelo, que felizmente, além duma brutal depressão dois anos depois, não me deixou consequências ou traumas. Mas podia ter acabado em tragédia, como tantas que ouvimos todos os dias. Mas que forma de amar é esta? Nunca compreendi que sentimento de posse, que ataque de ciumes é este que pode levar a magoar quem se diz amar incondicionalmente. Sem pestanejar.

3 comentários:

Chuva de Prata disse...

Tal como disseste isso é sentimento de posse e não amor :s
Mas ainda bem que ultrapassaste esse assunto e que te encontras bem :) isso é que é preciso!

Summer disse...

Não consigo compreender esse "amor" e ainda bem que ficou no passado. **

N.! disse...

Credo...acho que já te disse uma vez, mas...tu tens a certeza que não és eu?!